• Leandro Souza

Driving Digital Transformation: inovar e digitalizar para melhorar negócios e resultados



Em 2020, 87,5% das empresas brasileiras ouvidas para um estudo da consultoria Vanson Bourne afirmaram já estar em andamento com projetos de Transformação Digital. Um dado que demonstra a força deste movimento, mas... Por que esta tendência tem ganhado tantos adeptos?

A resposta é simples: porque a Transformação Digital não é apenas um conceito, mas sim um somatório de tecnologias e ações que permitem aumentar a produtividade, competitividade, assertividade e lucratividade de organizações de todos os segmentos.

Para obter tais benefícios, entretanto, é preciso acertar na jornada de Transformação. Entender quais as demandas reais do negócio, elencar prioridades e definir investimentos certeiros nas tecnologias, fornecedores e projetos que, de fato, trarão melhoria efetiva às operações.

Isso passa por alavancar a produtividade delegando à tecnologia tarefas que podem ser digitalizadas, realizadas por máquinas ou softwares, liberando os recursos humanos para a execução de tarefas mais estratégicas. Não há motivo para realizar de forma manual algo que um sistema já é capaz de fazer em muito menos tempo e com margem de erro ínfima comparada ao fator humano.

Basta ver os números: segundo o levantamento Network Barometer Report, o erro humano é a causa de 84% dos incidentes ou falhas em projetos das áreas de TI e negócios em empresas dos mais diversos segmentos. Além disso, a pesquisa mostra que tais equívocos poderiam ser facilmente evitados com a substituição da realização humana por um fator digital – sistema ou máquina capaz de realizar a mesma tarefa.

E não é só na substituição de tarefas operacionais que a digitalização, a inovação, se sobressaem, mas também na otimização de insumos. Por exemplo: utilizar tecnologia especializada para gestão de documentos, para gerenciamento de informação, permite atingir uma estrutura paperless que, ao contrário do que se possa pensar, vai muito além da redução no uso de papel.

A gestão paperless efetiva, assertiva, passa por alguns pontos importantes da Transformação Digital, como a adoção inteligente de recursos de nuvem. Por exemplo: uma empresa que somente digitalize seus arquivos e documentos não estará aderindo ao paperless, mas apenas transferindo seus problemas do papel físico para a versão eletrônica. Se quiser fazer isso de forma correta, terá de contar com taxonomia, correta análise de informação e modelagem de processos, tudo conduzido com base em tecnologia e fornecedores especializados, o que tornará o ambiente de armazenamento em nuvem organizado, garantindo que cada material seja encontrado sempre que necessário e, ainda mais importante, utilizado para a função certa, pelas pessoas certas, a cada determinado momento.

Vale lembrar que quem promove a Transformação Digital a nível de cultura de negócio, adotando-a como uma estratégia de gestão, e não somente como movimentos tecnológicos assumidos sem orquestração com a real operação e os objetivos da empresa, terá mais sucesso.


Por quê? Vamos voltar ao exemplo do paperless. Se a decisão por digitalizar partir somente de uma tendência vazia, sem a utilização de uma estrutura verdadeiramente voltada à gestão eletrônica completa da documentação, o resultado será perda de tempo, perda de dados e prejuízo.


Os números não mentem: a cada ano, as empresas brasileiras perdem, em média, um mês na busca por informações extraviadas em documentos mal armazenados. Mais: a cada dia, 7,5% das horas de trabalho são gastas procurando documentos ou dados. Os índices foram medidos pela Associação Brasileira de Gerenciamento de Documentos (ABGD) e mostram que, sem a organização correta, o movimento de gestão documental ou de Transformação Digital para realização desta gestão será inútil ou, no mínimo, muito pouco produtivo.

Para finalizar o tópico paperless, lembremos ainda do item segurança, fundamental na correta gestão da informação. Uma empresa realmente inovadora investe em processos automatizados, gestão documental escalável, Transformação Digital arraigada à cultura de negócio, evitando a simples “digitalização pela digitalização”.

Transformar-se digitalmente inclui adotar soluções, serviços, estratégia e cultura que possibilitem uma gestão de ponta a ponta da empresa de forma mais ágil, segura, confiável, integrada, rastreada, controlada, assertiva.


Transformar-se digitalmente passa por investir em soluções corretas para mudar de um cenário de operação manual, pontuado pelas dificuldades iminentes a este modelo, como o alto potencial de erro humano e a baixa rastreabilidade de riscos, para um cenário inovador e evoluído de fato, no qual a digitalização ocorre de forma inteligente, aplicada às demandas reais do negócio e voltada à conquista diária de resultados que se traduzem em mais produtividade e competitividade.


A W3K oferece as soluções adequadas para esta Transformação. Nosso portfólio traz a inovação precisa, certeira, adequada às necessidades de cada cliente. Tudo pautado na expertise de nossos profissionais, cuja experiência e especialização permite diagnosticar o cenário de cada empresa, recomendando e desenhando o pool específico de soluções recomendado para solucionar os gargalos e trazer os resultados desejados. Transformação Digital é cultura, estratégia e ganho. A W3K está apta a oferecer tudo isso.

3 visualizações0 comentário

Desde 2011 impulsionando a transformação digital. Está presente em diversos mercados, apoiando e Governança da informação e a gestão escalável de negócios.

  • Greendocs English
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone